Durou pouco tempo o sonho do radialista Carlos Geilson de ser o candidato oficial do governador Rui Costa a prefeito de Feira de Santana na eleição do ano que vem. O deputado federal Zé Neto, já castigado com várias derrotas nas urnas, foi "escolhido" pré-candidato ao Governo Municipal pela legenda, este fim de semana, em encontro do PT. Quem pensava que o partido quase destruído pela operação Lava Jato poderia, dessa vez, apoiar um nome de outra legenda, caiu do cavalo. Prevalece a velha tática petista de não abraçar nenhuma candidatura para eleição majoritária que não seja do seu próprio grupo. E Geilson, se desejar, pode lutar agora para ser candidato a vice de Zé Neto. E olhe lá. Ou ser candidato dele mesmo. Sozinho, teria de enfrentar a máquina municipal e o candidato de José Ronaldo - provavelmente o atual prefeito Colbert Filho, e o próprio Zé Neto, candidato de Rui com a máquina estadual a seu favor. Seria um suicídio político para o ótimo radialista.