Fica proibida a atuação de transexuais em equipes que correspondam ao sexo oposto ao de nascimento. O “brilhante e indispensável” Projeto de Lei é de Tom, o hoje deputado que quer ser chamado também de Pastor Tom. Aí eu fico me perguntando: tanto problema de ordem social, econômica, de saúde e educação na Bahia e Tom vai se preocupar logo com isso...