Lamentável e condenável a atitude do presidente da Câmara, vereador José Carneiro, na sessão de terça-feira (8), em expulsar o estagiário cinegrafista da TV Caldeirão do plenário na Casa. Motivo: o jovem filmou todo o bate-boca entre os vereadores Zé Curuca e Neinha Bastos – os dois divergiam sobre o andamento dos trabalhos da Comissão de Saúde da Câmara. Neinha cobrou mais agilidade de Curuca, que é presidente. Os ânimos se exaltaram e os dois vereadores promoveram cenas lamentáveis. O cinegrafista da emissora web, João Pedro Santana Pedreira, filmou tudo – nesse momento Carneiro teria sido avisado. A reação do presidente da Casa lembrou os tempos da ditadura. Mandou que o equipamento fosse desligado, para depois expulsar o jovem trabalhador do local. O www.oprotagonistafsa.com.br entrou em contato com Josse Paulo, o Paulão, diretor da emissora. Ele diz que José Carneiro agiu “covardemente” e que vai entrar em contato com o Sindicato dos Radialistas para adotar medidas jurídicas contra o vereador. “Agiu como um ditador, mas isso não deve e não vai ficar assim. Se fosse da TV Subaé ou Record ele agiria assim?”, questionou Paulão. O profissional de imprensa também informou que a família do jovem cinegrafista estagiário irá acionar Carneiro na Justiça.
O presidente do Sindicato dos Radialistas de Feira de Santana, Valter Vieira, disse ao www.oprotagonistafsa.com.br que vai buscar mais informações sobre a situação e aguarda o contato de Paulão do caldeirão. “Mas, evidentemente, defendemos a liberdade de expressão dos profissionais de comunicação”, destacou o experiente e competente Valter Vieira.