Na Assembleia Legislativa da Bahia, deputados de oposição ao governador Rui Costa estão estranhando a postura do deputado Targino Machado, que mudou a direção de sua conhecida metralhadora, mas últimas semanas. Líder da bancada oposicionista, ele teria, na visão de um experiente parlamentar da base, abandonado o discurso anti-PT. Seu alvo agora é a Prefeitura de Feira de Santana, administrada por um aliado, Colbert Martins Filho, sucessor de outro aliado e companheiro de legenda, o democrata José Ronaldo. 

Para esse mesmo experiente deputado, a bancada oposicionista se sente órfã de uma liderança que cumpra o seu verdadeiro papel, "em vez de estar praticando fogo amigo em Feira de Santana". Targino ainda está às voltas com um abacaxi na Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE-BA) por supostos atendimentos médicos irregulares em Feira de Santana em troca de votos. O caso segue “vivo” na Justiça.