A organização da Micareta 2019 foi elogiada nas redes sociais, por alguns setores da imprensa feirense, além de artistas. Mas nem todo mundo ficou plenamente satisfeito. Em pronunciamento na sessão ordinária de terça-feira (30), na Câmara Municipal, o presidente da Casa, vereador José Carneiro, fez críticas diretas ao secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Edson Borges. Carneiro não gostou nadinha de ter recebido o camarote da Câmara faltando apenas dois dias para o início da festa.
“Só tivemos a informação de que teríamos ele (o camarote) quando faltavam dois dias para a festa. Diferente do ano passado, que sabíamos com 30 dias de antecedência. Quero dizer que o camarote não gerou despesa para a Casa. Toda a despesa foi rateada pelos vereadores. Quero deixar isso bem claro: não houve uso do erário para arcar com as despesas do camarote. Na verdade, eu queria devolver o camarote, pois achei falta de respeito termos a informação de que teríamos ele faltando apenas dois dias para a festa. Isso não deveria acontecer. Talvez isso foi uma atitude de retaliação para comigo por críticas que fiz. Mas, vou continuar criticando quando for preciso”, disparou Carneiro.
Aí, quem se meter nessa história, pode se queimar na fogueira das vaidades. E olha que os dois jogam no mesmo time.