O ex-deputado estadual Carlos Geilson negou que exista qualquer intenção de voltar ao grupo do ex-prefeito José Ronaldo - do qual saiu decepcionado após as eleições de 2018. Com exclusividade ao Protagonista, Geilson revelou que não assumi, nesse momento, o mandato de deputado estadual “por opção pessoal”. Hoje ele é o primeiro suplente, pois Tiago Correia, que era o primeiro suplente, assumiu cadeira na Assembleia. Quando deixou o grupo Ronaldista, na época, Carlos Geilson saiu disparando críticas a José Ronaldo, a quem cobrou mais apoio durante a campanha. Foi, então, para os braços do governador Rui Costa. Articulação que mira a campanha à Prefeitura de Feira de Santana. O radialista foi nomeado Ouvidor Geral do Estado e levou cinco assessores. Muito pouco, para que tinha dezenas de cargos no governo municipal. No site do Caldeirão do Paulão, nessa sexta-feira (29), uma nota especulativa dá como objetivo do grupo de José Ronaldo e do prefeito Colbert o retorno de Geilson. Perguntado se a notícia tem fundamento, o ex-deputado foi direto: ”Totalmente sem fundamento”.