Nos últimos meses, as redes sociais tem protagonizado enxurradas de enquetes, todas elas apontando uma suposta supremacia da neófita deputada federal Dayane  Pimentel, com ampla frente sobre nomes muito mais conhecidos e consagrados que o dela, como o atual prefeito, Colbert Filho, o deputado federal Zé  Neto, o ex-deputado Carlos Geilson, o deputado Targino Machado e até o mais popular de todos estes, o ex-prefeito José Ronaldo.

Enquetes em redes sociais, todos sabem, é  pura ficção, quando não armação mesmo, computadores programados para registrar dados de forma que determinado candidato inicie e termine na frente.

É na verdade uma isca para fisgar a atenção e até mesmo iludir eleitores incautos. Um jogo sujo, sem dúvida alguma. No público menos inocente e entre os que sabem discernir uma falcatrua de algo sério, pega mal, expõe os que "lideram" a tal pesquisa ao ridículo.

Agora mesmo temos um desses pratos à mesa. Um site cujo nome propõe se tratar de "nível estadual"  apresenta alguns pretensos candidatos e pede que as pessoas escolham um. Dayane, claro, disparada na frente. O Protagonista votou, para checar a denúncia de que, quem escolhe outro candidato, o voto simplesmente não aparece em seguida. E confirmou que a coisa assim funciona.