A deputada federal Dayane Pimentel e seu marido, o empresário e secretário de Trabalho, Esporte e Lazer em Salvador, Aberto Pimentel, ambos do PAL, vivem um verdadeiro inferno astral. Primeiro foi um atrito entre Alberto e um jornalista do site BNews, de Salvador. O arranca rabo rendeu algumas dores de cabeça ao empresário e secretário do governo ACM Neto. Agora, mais duas “novidades” desagradáveis para o casal. Primeiro, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) determinou que a Polícia Civil investigue o caso das armas ostentadas nas redes sociais por Alberto e Dayane Pimentel. Além disso, uma parte dos vereadores soteropolitanos também prometeu ingressar com uma representação no Ministério Público da Bahia (MP-BA) para que seja investigada a situação das armas exibidas nas redes sociais. Como se não bastasse, informações de bastidores apontam para um desgaste de Alberto Pimentel dentro do governo ACM Neto. Nem mesmo seu padrinho político, o vice-prefeito Bruno Reis, estaria disposto a defender o apadrinhado. Talvez já prevendo uma demissão do cargo de secretário, Pimentel deu declarações sobre as dificuldades impostas pela vida pública e a possibilidade de voltar para a iniciativa privada. Comenta-se que, inclusive, Alberto já teria sido informado que seus dias no governo municipal em Salvador estão contados. O Protagonista ainda não conseguiu contato com o casal.