O prefeito Colbert Martins Filho esteve na tarde dessa sexta-feira (12) no programa Rotativo News, comandado pelo jornalista Joilton Freitas, na Rádio Sociedade News. O Protagonista registrou alguns assuntos abordados pelo chefe do Executivo feirense, como BRT, Centro Comercial Popular, mobilidade urbana e Zona Azul. De sucessão municipal não se falou.

BRT – Colbert minimizou o impacto do atraso da obra. Segundo ele, há uma linha de ação de mobilidade urbana e o BRT é só uma delas. Citou outras formas de transporte como ônibus, bicicleta, moto e aplicativos que fazem arte desse projeto de mobilidade. Mas o prefeito informou que ainda faltam dois túneis a serem construídos, além de obras complementares.

Buracos na cidade – Colbert surpreendeu ao concordar que é necessário asfalto de melhor qualidade.

Centro Comercial Popular – Será entregue (como o Protagonista antecipou) no final de julho para ambulantes cadastrados. Inclusive os nomes dos permissionários foram publicados no Diário Oficial há um mês.

Novo Anel de Contorno – Fazendo gestões junto ao Ministério da Infraestrutura para um novo Anel Rodoviário de Feira com 64 km de extensão. Atualmente são 24 km.

Investimentos – R$ 60 milhões, conforme o prefeito, serão investidos no Centro de Abastecimento e centro da cidade. Recuperação de calçadas, drenagem e iluminação. Recuperar a rua Sales Barbosa, após a relocação dos ambulantes para o Centro Comercial Popular.

Nova iluminação – Um empréstimo de R$ 5 milhões junto ao Banco do Brasil para compra de 11 mil lâmpadas LED, com garantia de 10 anos.

Zona Azul – Não entrou em detalhes, mas diante da incredulidade do apresentador, chegou a apostar um jantar que vai ter, sim, a Zona Azul em Feira.

Centro Administrativo – Também considera que precisa ter, mas não se aprofundou na resposta.

Governo do Estado - Criticou a segurança pública em Feira de Santana. Elogiou as polícias Militar e Civil. Cutucou o governo do estado. “Tem que abastecer as viaturas. O governo do estado acabou o CIS. Por isso temos dificuldade para trazer indústrias novas para Feira e gerar empregos. Trancaram as portas”, critica Colbert.
(Foto: Gabriel Dallas)