A partir dessa quarta-feira (3), a primeira parte do Shopping Popular será entregue para uso. É o estacionamento superior. Será destinado, por enquanto, para comerciantes e clientes dos balcões de carnes e cereais do Centro de Abastecimento. Entrada pela rua Juvêncio Erudilho. Já os boxes têm previsão de serem entregues no final desse mês de julho, mas apenas para adequações (instalação de vitrines, gândolas, estantes, etc).
Valor do metro quadrado para ambulantes será de R$ 80 reais. Como a área de um box é de 5 m2, a taxa mensal será de R$ 400, mais condomínio, para ambulantes.
São 1800 ambulantes cadastrados. São 10 mil m2 para estacionamento, 9 mil m2 de área para os boxes dos 1800 cadastrados - o restante é área de circulação, docas, área de alimentação. As áreas remanescentes são para empreendimentos (academias, salão de beleza, clínicas, lojas âncola, etc).
Vale lembrar que a concessão é de 30 anos. “Não existe venda definitiva de boxes”, explica o secretário municipal de Desenvolvimento Trabalho, Turismo e Econômico, Antônio Carlos Borges Júnior.
Ao final dos 30 anos, toda a estrutura retorna para a posse da Prefeitura. O Consórcio Feira Popular pode vender “luvas comerciais” – não espaços definitivos - e cobrar o aluguel dos empreendimentos negociados.