O Protagonista inicia nessa terça-feira (13) uma série com profissionais da imprensa de Feira de Santana, avaliando o atual momento político no município e suas perspectivas para 2020. Iniciamos com o bem informado radialista e blogueiro político Jair Onofre. Dono do site Bahia na Política, uma referência no assunto, Jair enxerga um momento de transição e prevê pelo menos 8 candidatos a prefeito em 2020. Abaixo, a análise completa.
“Quando se fala em avaliar o momento político de Feira de Santana, isso é muito subjetivo, porque nós não estamos vivendo ainda no momento eleitoral. Nós estamos passando por uma transição política que é essa saída de José Ronaldo da prefeitura e Colbert sendo prefeito. Nós estamos vivendo, ainda, um momento de transição. Temos aí um governo de transição, podemos dizer assim, apesar de Colbert dizer que é um governo de continuidade. Eu vejo um processo de transição, porque nós vamos ter eleição onde José Ronaldo não vai estar participando desse processo. Então eu entendo isso. No mais, uma oposição ainda sem muita definição. Estamos vendo aí alguns nomes despontando na oposição, mas ainda não claramente. Não está claro, ainda, a não ser o nome de Zé Neto, que tem aí como candidato de oposição. E, fazendo um pouco de movimentação, ainda apenas na Câmara de Vereadores, o vereador Roberto Tourinho. Portanto, eu acho que é um momento ainda muito cedo pra gente avaliar esse quadro. Quanto a 2020, eu vejo uma perspectiva de ter aí, no mínimo, uns oito candidatos a prefeito. Essa é minha perspectiva. Nós temos aí uns onze nomes se movimentando. Eu acho que no final ficará em torno de sete ou oito nomes. Essa é uma eleição diferente das que vimos: não vamos ter o ex-prefeito José Ronaldo nem na Prefeitura e nem candidato a prefeito. Então vai ser um momento único, uma realidade nova, e nós vamos acompanhar de perto esse processo. Portanto, a minha expectativa para 2020 é que seja uma eleição muito movimentada, com a participação de muitos partidos, muitos candidatos. Isso é bom para o povo, porque o povo vai ter oportunidade de se pronunciar com mais clareza, com mais possibilidade de ver as propostas dos candidatos. Essa é minha perspectiva pra 2020. Em relação ao atual momento, eu já lhe disse, é ainda cedo. Nós estamos vivendo uma transição política, ainda. Colbert se colocando como continuidade, mas nós estamos, sim, na expectativa de que é uma transição política. Colbert pode não colocar isso publicamente, mas nós entendemos que há esse processo de transição política e nós vamos ver como é que vai se passar esse processo nesse momento, já que Colbert é um dos nomes. É o nome à reeleição e que está na Prefeitura”.