O empresário Elias Tergilene, responsável pelo consórcio que administra o Centro Comercial Popular de Feira de Santana, o Shopping Popular, ameaça entrar na Justiça. A decisão foi tomada ao empresário acessar matéria no Protagonista com declarações do vereador Roberto Tourinho, na quarta-feira (7), sobre a relação entre Prefeitura de Feira de Santana e o consórcio. Em uma rápida conversa através de aplicativo de celular, Tergilene foi taxativo.
O Protagonista: O sr. pretende responder ao vereador Roberto Tourinho?
Elias Tergilene – Judicialmente.
O Protagonista - Só a ele?
Elias Tergilene - A todos que estão falando. Serão já interpelados judicialmente para se explicarem.
Ele não informou se já acionou advogados e qual acusação fará.

O QUE DISSE O VEREADOR

Em matéria divulgada no site da Câmara, na quarta-feira (7), Roberto Tourinho criticou a distribuição de boxes do Shopping Popular e fez duras referências ao empresário. “Deixo bem claro que não sou contrário à construção do shopping. Somos contrários à malandragem e à maracutaia na distribuição dos boxes. A Prefeitura fez aliança com um malandro já conhecido do Ministério Público de outros estados”, alfinetou, o vereador, referindo-se a Elias Tergilene.