O Centro Comercial Popular, conhecido como Shopping Cidade das Compras, convoca os ambulantes cadastrados para a última chamada do sorteio, quando será definida a localização dos boxes. O local é o próprio Shopping, com entrada ao lado da passarela da rua Olímpio Vital. Pelo cronograma estabelecido, dia 4 de setembro (quarta-feira) termina a fase de sorteio.
O sorteio é realizado por senha, retirada na entrada; tolerância máxima de 15min para a entrada; permitida a entrada de acompanhantes somente para idosos ou pessoas com crianças de colo, com exceção desses casos, será permitida a entrada somente dos ambulantes cadastrados; todos precisam estar munidos de documento original com todo, além de xerox do RG, CPF e comprovante de endereço, serão solicitados na entrada; somente o cadastrado ou representante por procuração poderá realizar o sorteio; os cadastrados ou representantes por procuração, que não comparecerem no período do seu sorteio, terão sua localização definida por uma comissão formada por um representante da Prefeitura de Feira de Santana e outro da Concessionária Feira Popular, dentro dos boxes que sobrarem. Se alguém tiver problema com a biometria, haverá atualização.
Direto da China, onde está em viagem de negócios, Elias Tergilene informou ao Protagonista que em outubro as lojas deverão estar funcionando. “Nesse sábado (31) já temos mais de 700 camelôs cadastrados. A partir de agora, após os sorteios, é começar a montar as lojas para iniciar as vendas e tocar a rotina normal do empreendimento e dos camelôs. No segunda quizena do mês de outubro tudo estará pronto”, confirmou Tergilene ao Protagonista.
Ainda segundo o empresário, semana que vem termina cadastro “e iniciaremos a montagem dos boxes”.
O Centro Comercial Popular, segundo a Prefeitura, vai gerar cerca de 6 mil empregos diretos em Feira de Santana. O empreendimento vai abrigar 1.800 camelôs que atuam nos mais diversos segmentos. Aliado a estes empreendedores, o espaço também conta com lojas âncoras, fortalecendo, diversificando e modernizando o equipamento.
Presidente do Grupo Uai, responsável pelo empreendimento, Elias Tergilene ressalta que são 30 mil metros de área construída com toda estrutura para se tornar um forte centro comercial para o Nordeste.
O novo centro comercial terá praça de alimentação, salão de beleza, lojas de celulares, bancos, todos os setores que atualmente são explorados por camelôs, além de amplo estacionamento e lojas dos mais diversos segmentos.