Com atraso de uma semana, começa nessa sexta-feira (6) a escavação para inspeção da fundação do prédio do edifício Sarkis – serviço que vai permitir um diagnóstico preciso sobre as condições do prédio. Feito por uma empresa contratada pelos proprietários do imóvel, o trabalho tem previsão de terminar em sete dias, segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal, Pedro Américo Lopes.
O trabalho deveria ter começado no final de semana passada (leia mais), como o Protagonista divulgou em primeira mão, mas por divergências no preço do serviço, os proprietários do Sarkis resolveram trocar a empresa de engenharia.
Pedro Américo salienta que os custos de todo o serviço serão arcados pelos proprietários. Outra informação importante é sobre a mudança da rede de água que passa embaixo do imóvel, na rua Sales Barbosa. “A Embasa vai desativar a rede atual e instalar os canos mais próximo do Mercado de Arte Popular. O trabalho deve durar entre 5 e 6 dias”, informa Pedro.
O coordenador da Defesa Civil também diz que não há previsão para o retorno do comércio em volta do prédio ameaçado. “Tanto vendedores quanto o pessoal da Câmara de Dirigentes Lojistas nos procuraram, se queixando que o fluxo de consumidores diminuiu no entorno do prédio. Mas explicamos que a segurança vem em primeiro lugar”, pontuou.