O radialista Dilton Coutinho não será candidato a prefeito de Feira de Santana em 2020. Em contato exclusivo com o Protagonista neste sábado (28) o comunicador descartou participar da disputa no ano que vem.
Dono do programa de maior audiência e do site mais acessado da região (Acorda Cidade), Dilton vinha sendo “paquerado” por vários partidos políticos de esquerda e de direita.
Há alguns meses, também de forma exclusiva aqui no Protagonista, ele admitiu que estava avaliando a possibilidade de ser candidato a prefeito, mas a decisão final dependia também da opinião família e de amigos (leia mais).
Após avaliar as opiniões, Coutinho decidiu que, pelo menos em 2020, não entra na disputa. Mas não descarta ser candidato em outra eleição. “O futuro a Deus pertence”, afirmou, acrescentando que para governar um município do porte de Feira de Santana é preciso um grande projeto. “Não basta ter só blá blá blá e fazer politicagem. Tem que apresentar soluções”, avalia.
“Vou continuar ajudando minha cidade, meu povo, aqui no Acorda Cidade, que é um trabalho que gosto e me identifico bem. Eu nunca me vi político. Esse modelo de fazer política no Brasil é difícil, com clientelismo”, acentua.
Dilton fez um agradecimento especial a Feira de Santana. “Qual é o filho que não fica feliz em ser lembrado para governar a cidade em que nasceu? Só tenho a agradecer a todos”, destacou.
“Não dá para se candidatar na base da conversa bonita. Eu penso Feira de Santana grande e eu não me preparei para isso. Não teria equipe. Mas sou muito grato ao povo de minha Feira”, pontuou Coutinho.
Dono de grande popularidade em Feira de Santana, Dilton Coutinho por certo seria um nome forte na disputa.