Feira de Santana comporta duas exposições agropecuárias, sendo uma menor e uma de maior porte, em nível nacional. A opinião é do empresário e pecuarista José Francisco Pinto, Zé Chico.
Em contato com o Protagonista, Zé Chico diz ser contrário à ideia de reduzir o número de dias da festa, como pensa o prefeito Colbert Filho (leia mais).
Para o pecuarista, os leilões seriam realizados no Parque de Exposições João Martins da Silva e também em espaços como hotéis e casas de eventos, por exemplo.
Zé Chico pensa em uma exposição em março e outra em outubro – para fugir da concorrência da Vaquejada de Serrinha e do período chuvoso.
“Poderia ser uma grande exposição em nível nacional. Voltada mais ao setor pecuário mesmo. A menor, em março, poderíamos fazer com uma vaquejada (terceirizada) ou rodeio (terceirizado). Mas essas sugestões têm que começar a planejar agora”, adverte Zé Chico.