Através de matéria postada em seu site, a Prefeitura de Feira de Santana nega ter havido irregularidade em licitação para contratação de empresa para prestação de serviços de saúde. A reclamação foi feita ao Protagonista por empresários inscritos para participar do certame (leia mais).
“É inverídica (fake news) informação divulgada em veículos de comunicação na internet, de que ‘foi considerada deserta’ a licitação, na modalidade pregão presencial número 029/2019, para contratação de empresa prestadora de serviços de saúde em unidades vinculadas à Fundação Hospitalar de Feira de Santana.
Na verdade, a sessão pública relativa a esta licitação, na última segunda-feira (23), contou com a presença de representantes de várias empresas participantes do processo, na Sala de Licitações da Prefeitura, localizada na Secretaria de Administração.
Após a sessão e a decisão de adiamento, as empresas registraram presença em ata, o que comprova a presença de seus representantes e a inverdade na informação de que a licitação teria dado ‘deserta’.
Também não procede a notícia de que o adiamento da licitação ocorreu ‘de forma inexplicável’. O secretário de Administração do Município, Sebastião Cunha (foto), informa que a medida foi adotada diante de pedidos de impugnação apresentados na sexta-feira (21), por parte de três das licitantes.
‘A explicação é extremamente simples: como não haveria tempo hábil para análise e decisão sobre tais pedidos, a Procuradoria Geral do Município solicitou o adiamento’, diz o secretário.
Sebastião Cunha afirma que, diferentemente do que alguém possa ter dito aos blogs que noticiaram equivocadamente, ‘respeito é premissa indispensável por parte do Departamento de Licitações e Contratos (DLC)’ junto a todas as empresas que participam de disputas neste órgão municipal”.