Vereador e presidente da Câmara Municipal, José Carneiro (PSDB) fez uma surpreendente revelação na manhã dessa quarta-feira (30). Afirmou que o ex-deputado Carlos Geilson não está satisfeito com o cargo de Ouvidor do Estado. Também confirmou o que todo mundo está careca de saber: o anúncio do deputado federal Zé Neto como candidato do PT para a Prefeitura de Feira desagradou ao radialista, que hoje procura uma nova legenda.
“Ele é ex-deputado e homem público e por isso exposto a críticas e elogios. Foi convidado pelo governador para ingressar em seu grupo político e, na época, Rui Costa, o terceiro mais bem avaliado do Brasil, conseguiu convencê-lo a sair do grupo que sempre fez parte (de José Ronaldo) e migrar para o dele com a promessa de um cargo do tamanho de Feira de Santana. Fico triste em saber que Rui enxerga Feira tão pequena, que deu a ele um cargo de ouvidor. Feira é muito maior que uma Ouvidoria do Estado”, pontuou Carneiro.
“Conseguiu convencer também a Geilson de que ele seria uma alternativa para candidato a prefeito de Feira. Isso encheu os olhos de quem já foi deputado e é uma liderança respeitada. Além de não ter cumprido o compromisso, recentemente, em uma plenária do PT, o governador disse em alto e bom som ‘que o candidato do governo do Estado para prefeito de Feira é o deputado Zé Neto’. Então, isso é uma ação correta? Será que o governador tem memória fraca e esqueceu o que prometeu? Geilson é apenas uma bucha de canhão para, quem sabe, provocar um 2º turno, pois o Estado vai investir na campanha de Zé Neto”, disparou.
Em aparte, o petista Alberto Nery afirmou que o acordo entre o governador e Geilson não foi publicizado. “Quando o governador ligou para Geilson, não tivemos acesso ao teor do convite. Se ele aceitou é porque estava insatisfeito aonde estava e não foi tornado público também o cargo que ele ocuparia no ato do convite. Em relação à plenária, o partido informou ao governador quem era o candidato a prefeito e seria incoerente do governador discordar”, justificou.
José Carneiro, então, afirmou que Nery é uma pessoa versátil, pois consegue mudar as palavras do que disse o governador. “Rui Costa afirmou que o candidato a prefeito era Zé Neto. Ele disse que teria que falar logo para não ter represália de Neto. Ele não cumpriu o prometido a Geilson. Feira de Santana é vista, pelo governador, do tamanho da Ouvidoria do Estado. Se Geilson está satisfeito com esse cargo é um problema dele, mas como seu eleitor não posso dizer que estou satisfeito com a atitude do governador. Quero deixar claro que Geilson tomou um roque dentão mesmo. Quem não se lembra de Jairo Carneiro, de Eliana Boaventura? Eles não conseguiram mais se eleger. Cuidado, Geilson”, alertou.
Também em aparte, o líder do Governo na Casa, vereador Marcos Lima (Patriota), disse concordar em parte com o presidente. “Entendemos que Geilson não tem mais compromisso com o governador, uma vez que Rui não cumpriu as promessas, infelizmente. O governador está deixando Geilson livre para retornar a nosso ninho. Ele é uma figura importante e vai contribuir mais do nosso lado. Retorne ao nosso governo”, convidou Lima.
Carneiro também destacou que Ângelo Almeida também está no time dos esquecidos pelo Governo do Estado. “Ângelo Almeida é outro que está no rol de esquecimento do PT. Eles querem mesmo é tentar colocar Geilson e Ângelo para terem uma votação considerável, mas para eleger mesmo será Zé Neto”, observou.
José Carneiro afirmou que já perdeu eleições e que isso deixa o candidato desnorteado. “Quero crer que foi isso que aconteceu com Geilson. Ele aceitou o convite do governador no calor da emoção. Caiu no Conto do Vigário e quando o Rui Costa venceu a reeleição esqueceu das promessas feitas. Pra mim, foi precipitada a ação de Geilson, não consultou seus aliados antes. É um homem preparado, de bem, bom político e tenho certeza de que ainda está em tempo de voltar para nosso Governo. Digo isso porque se um dia eu estiver insatisfeito aonde estiver, eu volto para onde não deveria ter saído. Geilson, pode voltar para onde não deveria ter saído. Aqui tinha respeito, consideração. Lá só ilusão e mais nada”, analisou.
Para finalizar, o presidente afirmou que será um prazer ter Geilson de volta ao seu grupo político, mas lembrou que Colbert é o nome para candidato a prefeito de Feira. “Será uma honra ter de volta. Mas, aqui não mentimos e não vamos deixar de apoiar Colbert para prefeito para lhe apoiar. Colbert é o candidato do nosso grupo. Volte, mas sem promessas. Venha somar, caminhar conosco. Quer voltar, Geilson? Pode entrar, a casa é sua”, concluiu.
(Foto e informações: Ascom/Câmara de Vereadores)