Através de sua assessoria de Comunicação a Embasa respondeu sobre vídeo em que uma idosa, cansada de esperar pelos serviços da empresa, pega uma picareta e tenta escavar a rede de esgoto (leia mais). Segundo a nota, a ligação do vizinho da idosa, que gerou o entupimento da rede, é clandestina.
"Em atenção ao questionamento deste veículo, informamos que equipe da Embasa esteve na Rua Visconde de Cairu, no Ponto Central, mostrada em um vídeo que está circulando nas redes sociais, e foi localizada uma ligação clandestina de esgoto no imóvel vizinho ao da reclamante. A referida ligação foi feita indevidamente na rede de drenagem de água da chuva, que entupiu e os dejetos extravasaram para o passeio/via pública.
Ou seja, a Embasa não tem nenhuma culpa pelo extravasamento. Ainda assim, a empresa vai enviar equipe amanhã pela manhã (terça-feira, 8) para fazer a limpeza do local. O proprietário do imóvel onde foi localizada a ligação clandestina será notificado /orientado para que regularize a situação, fazendo a devida ligação da residência na rede pública de esgotamento sanitário, como determina a legislação vigente.
A Embasa reforça que os esgotos domésticos não podem ser lançados a céu aberto, nas vias públicas, e muito menos nas redes de drenagem pluvial, pois causam contaminação do meio ambiente, do solo, dos recursos hídricos, além de contribuir para proliferação de doenças como a dengue, diarreia, cólera, entre outras".
Assessoria de comunicação da Embasa