A Embasa, empresa estatal que gerencia a distribuição de água e tratamento de esgoto na Bahia, virou sinônimo de mau atendimento. As queixas se multiplicam nos órgãos de defesa do consumidor. Reclamação é o que não falta.
Um vídeo que circula em grupos de whatsapp nessa segunda-feira (7) mostra um exemplo absurdo do descaso da empresa com os consumidores.
Em Feira de Santana, em bairro localizado bem próximo ao centro da cidade, uma senhora de 64 anos cansou de esperar pela realização de um serviço por parte da Embasa e, literalmente, botou a mão na massa.
No vídeo, a senhora relata as tentativas de contato com a Embasa e, empunhando uma picareta, escava a parte da rua na tentativa de consertar o problema.
Uma jovem também aparece empunhando uma enxada. É uma filha da idosa. Além de fazer o serviço com as próprias mãos, as mulheres dizem ter arcado com os custos – um jovem foi contratado para ajudar.
Dizem que pediram à Embasa há dois meses para consertar o problema, mas até agora nada. Equivocadamente a idosa e a pessoa que narra toda a ação cita, também, o nome do prefeito como responsável pelo conserto. Na verdade, é um serviço de responsabilidade da Embasa.
O nome da idosa não é revelado. Sabe-se que o fato aconteceu na rua Visconde de Cairu, no bairro Ponto Central, atrás do Hospital Emec. Percebe-se que há uma poça com água suja. “Misturada com urina e fezes”, protesta a idosa.
O Protagonista vai enviar o vídeo até a assessoria da Embasa para pedir providências.