O empresário Nelson Roberto, o conhecido Nelsinho da Kamys, resolveu desabafar contra “99.9” da imprensa feirense, segundo ele. Em áudio, usando o aplicativo whatsapp, ele afirma que tem sido “esquecido” pela mídia porque não mais anuncia propagandas de sua loja de roupas nos veículos de comunicação.
Nelsinho lembrou que muitos profissionais de imprensa que atuam na cidade mantiveram parceria comercial de 20 anos com sua loja, o Hiper Lojão Kamys. Realmente, ele tem uma galeria de fotos com o registro das visitas recebidas na loja.
Nelson Roberto cobra, publicamente, que seu nome seja citado como pré-candidato a prefeito de Feira pelo RTB, partido do qual é presidente do diretório municipal.
“Não falam de minha pré-candidatura a prefeito. Metem a língua no ó...”, disparou.
Segundo Nelsinho, o PRTB terá candidatura própria à Prefeitura em 2020. “Amigos querem que seja eu o candidato a prefeito. Já falei que sou pré-candidato. Mas eles (profissionais de imprensa) não falam no partido nem em mim. Isso é vingança. Um absurdo. Fomos parceiros por muitos e muitos anos”, salienta.
“Sabem que sou pré-candidato a prefeito. Não falar isso é uma falta de consideração. Falta de mão de farinha”, diz, em referência à verba publicitária em abundância que costumava investir e que hoje a fonte secou.
Ele revela que a torneira da propaganda está fechada. “Querem que eu faça propaganda para poder falar de mim. Por esses tempos minha empresa está fora de fazer propaganda. Se eu estivesse com comercial em todos os programas de Feira, eles falavam ou não falavam que o PRTB tem pré-candidato a prefeito?”, questiona.
Atualmente está sumido da mídia oficial e das badalações. Nelsinho da Kamys era uma figurinha carimbada em vários programas de rádio da cidade, principalmente. Chegou a ser “coroado” Rei Nelsinho.
Eram tempos de vacas gordas, quando o dinheiro em abundância abria as portas de boa parte da mídia. Nelsinho investia pesado em propaganda de TV, jornais, sites, blogs e programas de rádio. O comerciante não dá nome aos “ingratos” ex-amigos e parceiros comerciais que o abandonaram.
Ultimamente, Nelson Roberto tem usado o democrático e amplo espaço do aplicativo whatsapp para ácidas críticas à administração municipal.