O prefeito Colbert Martins Filho e o vereador Roberto Tourinho, um dos ácidos críticos do governo municipal em Feira de Santana, estarão frente a frente nesta quinta-feira (31), em uma audiência na Justiça. Será às 15h30min, na 4ª Vara do Juizado Especial.
Colbert entrou com uma queixa-crime contra Tourinho. Ele alega que o vereador tem praticado o crime de calúnia, durante pronunciamentos na Câmara Municipal.
A audiência tem caráter preliminar, onde deverá ser proposta uma conciliação entre as partes. Tanto Colbert quanto Roberto Tourinho foram advertidos que o não comparecimento implica em consequências previstas em lei.
Segundo o prefeito Colbert Martins, o vereador tem “proferido palavras que violam a honra objetiva”, ou seja, a sua reputação. As declarações de Tourinho, conforme Colbert, questionavam, entre outras coisas, licitações promovidas pela Prefeitura de Feira.
A advogada Jéssica Rodrigues Pereira, do prefeito Colbert Martins, transcreveu na queixa-crime trechos de falas do vereador na Câmara. Em uma delas, Roberto Tourinho diz que “vai provar que gasta muito e mal com o intuito de privilegiar amigos”.
Em outra fala do vereador transcrita pela advogada do prefeito, Roberto Tourinho diz: “isso aqui, em um país sério, sabe onde estavam os envolvidos deste episódio em Feira de Santana? No Complexo Penal do presídio aqui de Feira de Santana (…) estavam todos no Complexo da Papuda lá em Brasília fazendo dobradinha com Geddel e companhia limitada”.
A defesa de Colbert Martins quer uma indenização de R$ 1 mil, valor mínimo fixado pelo Juizado Especial, além condenação do vereador. A pena para este tipo de crime é de 6 meses a 2 anos, além de multa.
(Fonte: site Olá Bahia)