O líder do Governo na Câmara Municipal, vereador Marcos Lima (Patriota), mais uma vez defendeu o Município de críticas na Casa. E dessa vez as cobranças não foram da oposição. Um dos que cobraram celeridade para as indicações foi o vereador Edvaldo Lima.
“Sugiro que vá até o secretário de Serviços Públicos, Justiniano França. Porque eu, quando tenho qualquer problema, vou até ele ou até o diretor e peço, pois a Secretaria recebe muitos ofícios. Peça a seus assessores que procurem a Secretaria até resolver o problema”, sugeriu Marcos Lima a Edvaldo.
Em aparte, Edvaldo Lima lembrou que na sessão ordinária da última terça-feira (8), o líder governista fez a leitura de várias indicações de sua própria autoria, que visam pavimentação de ruas no bairro Tomba. “Mas, as minhas não foram atendidas. Eu já fui várias vezes à Secretaria. É a que mais frequento. Mas, vejo que preciso de sua ajuda para levar as melhorias ao bairro”, reforçou.
De volta com a palavra, Marcos Lima se comprometeu em procurar o secretário e reforçar o pedido de Edvaldo. “Compreendo que não são benefícios para o vereador e sim para a população”, pontuou.
Também em aparte, o vereador Luiz da Feira (PC do B) disse que já levou três secretários ao bairro e até agora nada foi feito.
Novamente com o uso da palavra, o líder afirmou que são muitas licitações realizadas diariamente. “Aos poucos as indicações vão sendo atendidas, são muitas obras e benefícios que estão chegando. Sabemos que os pedidos são da população e feitos através de vereadores, que são seus representantes. É esse mesmo o papel do vereador. Sei que as pessoas batem à nossa porta cobrando, mas garanto a todos que as indicações serão atendidas. Já foram contratadas máquinas extras, equipamentos adquiridos e já foi dado início à operação tapa buraco”, informou.
O vice-líder do Governo, vereador Carlito do Peixe (DEM), explicou que é preciso aguardar o prazo legal de todo o processo licitatório. “É preciso respeitar o prazo estabelecido pelo edital, o prazo da licitação, do recurso da licitação, a avaliação de contrato, a contratação até chegar à execução da obra. Isso leva até 90 dias, então é preciso esperar que todo o trâmite burocrático aconteça”, esclareceu.
Retornando ao aparte, Edvaldo sugeriu que o Município crie um PL que vise acelerar o processo licitatório. “Já que os trâmites existem e devem ser cumpridos peço que o Município mande um projeto para esta Casa, com objetivo de dar mais celeridade à licitação, para que ela se finde em menos de 90 dias”, afirmou.
Também em aparte, o vereador Gilmar Amorim (DC) cobrou obras da passarela Conceição Lobo. “Por falar em tempo de obra, a reforma da passarela Conceição Lobo não já tem tempo suficiente para ficar pronta não? Os pedestres carecem de sua funcionalidade”, cobrou. Em resposta, Marcos Lima disse acreditar que a obra já estava concluída e prometeu cobrar.
(Com informações e foto da assessoria de comunicação da Câmara Municipal)