O presidente Jair Bolsonaro afirmou, em entrevista ao Domingo Espetacular, da TV Record, no último domingo (3), que existe 80% de chances de deixar o PSL e 90% de possibilidade de criar um novo partido. “É 80% para sair e 90% para criar um novo partido, que vai começar do zero. Sem televisão, sem fundo partidário, sem nada”, informa.
Bolsonaro salienta que pretende recolher assinaturas junto ao eleitorado para que o novo partido esteja pronto até março. “O meu sonho é criar um partido. Podemos coletar assinaturas de forma eletrônica. Até março eu teria um partido com uns seis mil municípios, talvez umas 200 candidaturas pelo Brasil. Eu teria como escolher, de fato, quem concorreria para as prefeituras”, explica o presidente.
Em guerra com a direção do PSL há alguns meses, Bolsonaro enviou emissários para saber se o Partido Militar Brasileiro pode abrigá-lo, caso decida, mesmo, deixar sua atual legenda.
Em Feira de Santana um grupo - pediram anonimato, por enquanto - já iniciou os contatos com pessoas próximas ao presidente Bolsonaro para articular a nova legenda no município - caso seja mesmo criada. 

(Com informações do Portal Ailton Pimentel)