A deputada federal baiana Dayane Pimentel (PSL) é acusada, em denúncia publicada no Estadão, um dos jornais mais respeitados do país, de usar verba púbica para pagar escritório de advocacia em uma causa pessoal. Embora a deputada tenha negado a irregularidade, um dos sócios do escritório Bahia & Teles Advogados Associados é marido de uma assessora de Dayane.
O escritório Bahia & Telles tem como um dos sócios o advogado Vinicius Teles De Oliveira, casado com Jakelyne Batista de Oliveira Teles, assessora nomeada no gabinete da deputada desde fevereiro com salário de R$ 15.698,32.
Vinícius atuou ativamente na campanha da então candidata a deputada federal Dayane Pimentel, em 2018.
Dayane contratou o escritório para atuar em ação criminal contra o vereador David Salomão dos Santos Lima, do PRTB de Vitória da Conquista. Ela ingressou com ação na 3.ª Vara Criminal acusando o vereador de imputar “fatos ofensivos” à sua honra.
O Estadão publicou, também, que Dayane contratou o mesmo escritório, pagando R$ 16 mil, de recursos públicos, sob a alegação de que a firma prestou consultoria a seu mandato, sobre a Reforma da Previdência.
De acordo com matéria no Blog do Velame, as notas fiscais apresentadas descrevem o serviço de forma genérica. Interessante é que a deputada, segundo o blog, não participou de nenhuma das duas comissões da Câmara que discutiram o projeto: a Especial e a de Constituição e Justiça. Nem mesmo apresentou qualquer emenda ao projeto que foi aprovado.
O Protagonista ligou para o escritório Bahia & Teles Advogados Associados. Fomos informados que o dr. Vinícius Teles não trabalha mais lá.