O médico dr. João Batista Cerqueira foi o responsável pela remoção de Dom Itamar Vian de casa para o Hospital Unimed, onde recebeu atendimento. Em contato com o Protagonista, ele não quis polemizar sobre as declarações de uma fonte do SAMU (leia mais) contestando a forma com que o arcebispo emérito foi conduzido ao hospital, mas esclareceu a situação.
“Não quero e não vou polemizar. A remoção emergencial de Dom Itamar foi sob minha orientação e responsabilidade. Diante de um paciente agonizante, bradicárdico (batimento cardíaco lento), com um quadro clínico compatível com choque cardiogênico, cada minuto de espera representava um risco de vida muito maior. Portanto, fiz o que devia fazer. Graças a Deus, socorrido e levado para o hospital, hoje ele está bem”, pontua dr. João Batista.
“Ademais, quem colocou Dom Itamar em risco foi a doença e não a remoção. Não entrarei no mérito da questão dos motivos responsáveis pelo atraso da equipe do SAMU, que presta um grande e inestimável serviço a nossa população. Entretanto, diante de um quadro dramático e risco iminente, o que o médico não deve fazer é não tentar salvar o paciente. Estou com minha consciência em paz. Graças a Deus”, concluiu o conceituado profissional, que é amigo de Dom Itamar e foi chamado às pressas à casa do arcebispo, que segundo dr. João Batista se recupera bem.