Vários vereadores têm usado a tribuna da Câmara Municipal para denunciar a “fila da morte”, como é conhecida a famigerada e cruel Central Estadual de Regulação. Mas o problema, que já tirou a vida de muita gente, passa despercebido para quase toda a Comissão de Saúde da Câmara.
Talvez isso aconteça porque o presidente e o vice não entendam “bulhufas” de saúde.
O presidente é o vereador Zé Curuca. A preocupação maior do edil é o distrito de Humildes e suas demandas. O vice-presidente da comissão é Luiz da Feira, que ocupa seus raros discursos na tribuna falando da quebra de braço entre camelôs e o Consórcio do Shopping Popular. Claro que os dois estão certos em defender tão promissoras fontes de votos.
A vereadora Neinha Bastos é a única integrante da comissão que tem atuação na área de saúde. Talvez por isso constantemente expõe o problema, reclama e critica a Central Estadual de Regulação (leia mais).
Diante de tantos relatos de mortes e sofrimento de pacientes e familiares na “fila da morte” da Regulação, está mais do que na hora de a Comissão de Saúde da Câmara Municipal se mexer.