Até o final do mês de novembro, de acordo com o secretário municipal de Planejamento, Carlos Brito, ocorrerá o processo de licitação que definirá a construtora que tocará o projeto de construção do Centro de Educação Complementar de Feira de Santana, onde por décadas funcionou o Feira Tênis Clube.
O Complexo educacional será voltado à captação e formação pedagógica da Rede Municipal de Ensino, com ênfase na promoção de atividades esportivas e culturais.
O prefeito Colbert Filho visitou, na tarde de segunda-feira (18), as instalações do antigo Feira Tênis Clube.
A desapropriação judicial da área, medindo 12 mil metros quadrados, onde, por décadas funcionou o tradicional clube social, ocorreu através de Decreto Municipal declarando o espaço de utilidade pública, com vistas a preservar o importante patrimônio arquitetônico da cidade, e custou aos cofres da Prefeitura R$ 9 milhões.
Estrutura - O projeto arquitetônico, desenvolvido por uma equipe de arquitetos da Secretaria Municipal de Planejamento, vai abrigar a sede da Secretaria de Educação com os seus respectivos departamentos, bem como um auditório para 350 lugares.
Um Centro de Formação Pedagógico, dotado de oito salas multiuso e informática, também contará com dois auditórios com capacidade para mil pessoas; salas de línguas.
O Ginásio de Esportes Péricles Valadares será preservado. Também serão preservadas três piscinas remanescentes do Parque Aquático do Feira Tênis Clube. O objetivo é usá-las para a prática de esportes aquáticos, com prioridades para crianças e jovens portadores de algum tipo de deficiência.
De acordo com o prefeito, os recursos utilizados para erguer o complexo educacional são do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), sendo que a obra está orçada entre R$ 40 a R$ 50 milhões, e deverá ser concluída dentro de um ano e meio.
“O Aristocrático” e sua memória -Fundado em meados da  década dos anos 1940, o Feira Tênis Clube, que em seu apogeu viveu momentos de glória, com suas festas e atrações antológicas, além da sua incomensurável contribuição para a formação de jovens atletas e para o esporte amador de Feira de Santana,  terá a sua memória e a sua história preservadas numa grande biblioteca.
(Foto: Secom)