A deputada federal Dayane Pimentel, presidente do PSL na Bahia, foi ouvida, por meio de carta precatória, no âmbito do processo criminal por calúnia que move contra o vereador de Vitória da Conquista, David Salomão. A audiência ocorreu na manhã desta segunda-feira (16), na 3ª Vara Criminal da Comarca de Feira de Santana.
A parlamentar ressaltou que o vereador vem descumprindo ordens judiciais que já renderam ao réu multas que chegam a R$ 26 mil. "Ele expõe vídeos mentirosos e, mesmo com a decisão judicial para que o conteúdo fosse retirado, ele desrespeita o Judiciário e, além de não retirar, reitera as calúnias", disse a deputada federal Professora Dayane Pimentel.
A presidente do PSL ressaltou ainda que em todas as ações David Salomão figura como réu. "Na audiência do processo cível, que ocorreu em Salvador há uma semana, ele não conseguiu levar testemunhas de defesa. Os processos contra ele se acumulam, bem como as penalidades", disse a parlamentar feirense.
Dayane Pimentel defende-se de acusações reiteradas e infundadas do vereador David Salomão, derrotado nas eleições de 2018 quando concorreu ao cargo de deputado federal. O edil a calunia reiteradamente dizendo que a presidente do PSL havia "desviado" cerca de R$ 480 mil durante a campanha do ano passado. A parlamentar do PSL, entretanto, teve as contas aprovadas; o que não ocorreu com Salomão, em cujas contas foram encontradas irregularidades na análise realizada do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA).
(Assessoria da deputada Dayane Pimentel)