Ao participar da audiência pública "Transporte Coletivo: dificuldades e desafios dos feirenses", na Associação Comercial de Feira de Santana, o deputado estadual Robinson Almeida (PT) admitiu que o governo do estado pode assumir as obras do BRT de Feira de Santana, iniciadas em 2015, se a prefeitura municipal solicitar.
"O transporte é o problema número 1 do povo de Feira de Santana.  A reclamação é generalizada da falta de transporte, de linhas insuficientes, transporte caro, da falta de integração e uma ausência de planejamento global para o funcionamento desse serviço", refletiu Robinson, os distritos de Feira no projeto Mandatos Itinerantes "Ouvindo Feira", com o deputado Zé Neto e o vereador Alberto Nery.
"Essa audiência faz parte da reivindicação das comunidades que querem solução para esse problema porque sem transporte as pessoas não vão para o trabalho, para a escola, não tem lazer e essa é a demanda principal. Tem também a situação do BRT, que é uma obra que se arrasta aí por muitos anos e espero, inclusive, que não se transforme na mesma situação de Salvador, com o metrô no passado, que era chamado de lenda urbana, todo mundo ouvia falar, mas ninguém via funcionar. Se a prefeitura não tomar conta, não resolver esse problema, eu creio que o governo do estado vai ter que intervir para ajudar o povo de Feira", afirmou o parlamentar. 
(Informações e foto: assessoria do deputado Robinson Almeida)