Uma injustiça enfim foi corrigida na manhã dessa quinta-feira (19). A Justiça determinou a soltura dos dois jovens moradores do bairro Rua Nova, que estavam presos acusados de roubar um veículo. Detalhe: nenhum deles sabe dirigir e ambos estavam trabalhando no momento do roubo.
A prisão dos dois jovens aconteceu no último dia 04. Eles foram apresentados por policiais militares na Delegacia de Polícia Civil de Feira de Santana. Ítalo Conceição Oliveira e Marcelo Jerônimo da Silva, segundo os policiais, teriam evadido de uma guarnição da PM e teriam roubado um Fiat Palio.
Apesar de ter sido provado que ambos, no momento do roubo, estavam trabalhando e, ainda, não sabem dirigir, acabaram presos e enviados ao Presídio Regional de Feira de Santana.
O caso chegou até a Câmara Municipal. “Um desses jovens trabalha em um mercadinho do bairro Rua Nova, onde há filmagens que comprovam que ele estava trabalhando no horário em que ocorreu o roubo. O outro é vendedor de frutas. Nenhum desses dois jovens sabe dirigir veículo. Mas, a vítima reconheceu ambos como os responsáveis pelo roubo, mesmo existindo filmagens, inclusive apresentadas pelo dono do mercadinho, que atestam a inocência”, protestou o vereador Marcos Lima, na Câmara.
Revoltados, moradores da Rua Nova protestaram bloqueando, algumas vezes, a rua Tomé de Souza, principal artéria que liga o bairro ao conjunto Feira 9, a avenida de Contorno e o centro da cidade.
O alvará de soltura foi levado ao Presídio pelos advogados Robson Silva Peixinho e Pedro Carneiro Lessa, com a companhia de Washington Paim, estagiário concluinte do curso de Direito.