Os jovens Ítalo Conceição Oliveira e Marcelo Jerônimo da Silva (na foto com os advogados), presos e posteriormente soltos sob acusação de roubo de carro, vão acionar o Estado (responsável pelas policias Civil e Militar) e os acusadores na Justiça, por danos morais. A ação será movida pelo advogado Robson Silva Peixinho e por Washington Paim, estagiário concluinte do curso de Direito.
“Está mais que provado que esses jovens foram presos injustamente. A guarnição da Polícia Militar nada apurou e levou os dois jovens para a Delegacia. Lá, foram autuados em flagrante delito também sem apuração alguma. A juíza transformou a prisão em preventiva e eles foram parar no Presídio, onde sofreram bastante. Só após 15 dias a situação foi esclarecida e eles foram soltos (leia mais)”, explica Washington Paim.
“Nós vamos provar que eles foram vítimas de uma grande injustiça. Vamos requerer indenização por parte do Estado e das pessoas que acusaram os rapazes”, afirma Paim.