O vereador Luiz Ferreira, o Luiz da Feira (PCdoB), afirma que ele e mais três vereadores foram barrados durante uma visita às obras da construção do Shopping Popular. Ainda de acordo com o parlamentar, todos teriam sido tratados de forma truculenta pelos seguranças do estabelecimento.
“O segurança disse que só poderíamos entrar após a autorização do ‘dono do shopping’. Eu me pergunto se uma parceria público-privado tem dono. Os verdadeiros donos do shopping popular são os feirenses. A Prefeitura investiu 13 milhões, porém o senhor Elias Tergilene se acha o proprietário e age de maneira soberba”, protestou.
Em aparte, o vereador Edvaldo Lima (PP) reforçou a queixa do colega afirmando que “foi uma situação complicada, cogitei chamar a polícia, porém a engenheira entrou em contato com o empresário, que autorizou a nossa entrada”.