“Pesquisa é o retrato do momento e merece respeito quando é feita com credibilidade. Mas isso não vai garantir que vai nortear e ter uma vitória lá na frente. Ao contrário, tem que ter muita humildade, pés no chão, gastar sola de sapato, trabalhar muito, ouvir muito as pessoas, dialogar com setores, com grupos, com representações, buscar agregar. Nós, do PT, estamos com pés no chão, temos um grupo de trabalho eleitoral montado para fazer esse trabalho de organização política e partidária, para que a gente possa, ano que vem, tratar esse assunto com mais propriedade.  Até porque o processo eleitoral não iniciou, ainda. Nós só vamos começar a eleição no ano que vem. Teremos prazos para serem cumpridos. Então teremos muito que trabalhar e, no nosso caso, tenho que fazer com que o mandato de deputado federal possa cumprir as missões e fazer cumprir a confiança dos feirenses e dos baianos. No mais, vai ter muita coisa para acontecer daqui para lá. Temos que ter essa noção e essa humildade”.