O deputado estadual Targino Machado (Democratas), líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), afirmou na segunda-feira (3) que a mensagem do governador Rui Costa (PT) ao Parlamento não condiz com a realidade da Bahia. Para o deputado, o petista tentou apresentar dados positivos sobre seu governo, mas "o estado na vida real tem problemas que Rui não consegue resolver". 
"A Bahia da mensagem de Rui Costa parece mais um conto de fadas, muito diferente da realidade. Na mensagem, o governador parece ter esquecido de dizer que os números da Bahia só pioram. Na educação, temos o pior ensino médio do Brasil, e o governador fecha e vende escolas, além de cortar recursos das universidades estaduais. Na segurança, continuamos com os mais elevados índices de homicídios. Além disso, seguimos no topo do ranking de desemprego", frisou o parlamentar. 
O deputado voltou a destacar que, na mensagem de 2019, Rui Costa garantiu que educação seria uma prioridade de sua gestão. "O ano terminou e o que vimos foi justamente o contrário: a governo reduziu investimentos em educação e decidiu fechar e vender escolas, sendo o Odorico Tavares o principal elemento simbólico deste processo. Na mensagem deste ano, voltou a fazer promessas para a área, mas sinto que a palavra do governador já não tem credibilidade diante dos últimos anos, especialmente 2019", avaliou Targino. 
O deputado lembrou ainda que a Bahia tem nota C em relação à Capacidade de Pagamento (Capag), o que faz o estado ser considerado mau pagador pelo Tesouro Nacional e, assim, sem condições de contrair empréstimos com garantia da União. Além disso, os técnicos do próprio Tribunal de Contas do Estado (TCE) indicaram, no ano passado, pela rejeição das contas de Rui, diante das diversas irregularidades fiscais encontradas. 
"Rui foi para a ALBA se gabar de sua gestão, que só tem bons números na propaganda. No mundo real, é uma gestão com diversos problemas, e o governo só demonstra ano após ano não ter capacidade para apresentar soluções. A Bahia hoje é um estado endividado, com as contas comprometidas", criticou.
(Informações e foto: assessoria de comunicação do deputado Targino Machado)