O filho do vereador Zé Filé nomeado para um cargo de diretor na Prefeitura de Feira de Santana já foi preso sob acusação de posse e porte ilegal de arma de fogo e encontra-se aguardando julgamento em liberdade. A prisão foi efetuada pela Polícia Militar, em 2015.
Willian Christie de Almeida Santa Rosa foi nomeado diretor do Núcleo de Conformidade e Legalidade, da Secretaria Municipal de Administração, símbolo DA-1. Ele se encontra em liberdade condicional.
De acordo com reportagens publicadas na imprensa, na época, a prisão de Willian foi efetuada por policiais do Pelotão de Emprego em Táticas Operacionais (PETO) da 67ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM). A prisão aconteceu à noite.
Junto com Willian, também foram presos Antônio da Silva Vitoria e Cleone Felix Bispo.
Com o trio, os policiais afirmam teriam encontrado, na época, um revólver calibre 38; uma faca tipo peixeira; um relógio e três celulares.
Segundo informações dos policiais, os três acusados estavam em um veículo Focus, de cor preta, placa JQN-0709.
“Estávamos em ronda pelo Feira VII, e ao passarmos pela rua Comendador Gomes, visualizamos o veículo Focus (horas antes foi informado pela Central que o referido veículo estava em prática de assalto na região do Tomba e Feira VII), fizemos o acompanhamento foi dada a voz de parada, prosseguindo abordagens e buscas encontramos o material citado à cima”, explicou um dos policiais na época ao site Polícia é Viola.
Willian aguarda julgamento em liberdade condicional. O juiz abriu vistas ao processo à defesa, para apresentação de alegações finais sobre as acusações.
Do ponto de vista jurídico, segundo um criminalista consultado pelo Protagonista, a nomeação é legal. Até porque ainda não foi julgado. Ressocialização é palavra em moda.