O deputado estadual Targino Machado (DEM) soltou o verbo nessa quarta-feira (26), no Programa Transbrasil, comandado pelos jornalistas Dandara Barreto e Elsimar Pondé. O parlamentar revelou, entre outras coisas, que partiu de ACM Neto o pedido para ele se lançar pré-candidato a prefeito de Feira, até como um plano B.
Sou amigo de ACM Neto. Liderei a oposição na ALBA a pedido dele. Agora em fevereiro ele me chamou para dizer o seguinte: ‘você anda dizendo que não é candidato a prefeito. As pesquisas lhe colocam bem, mesmo dizendo que não é. Assim pode estar se prejudicando e até ao grupo. Posso precisar de um plano B e já não teríamos devido a essa posição sua. Gostaria que você lançasse seu nome’. Então, assim, o fiz”, revela Targino.
Sobre a conversa com o ex-prefeito José Ronaldo, peculiar por se tratar dentro do seu carro, Targino disse o seguinte: “a minha conversa com José Ronaldo foi no meu carro. Cheguei 15min antes do horário marcado. Ele chegou de táxi e sugeriu que a conversa fosse no automóvel. Foram quase duas horas de conversa”, cota.
Em relação ao conteúdo da conversa, Targino desconversou. “Quem conhece ele (José Ronaldo), sabe que fala pouco. Gosta de ouvir mais do que falar. Mas nesse dia estava disposto a falar e falou muito, mas disse pouco”, diz o deputado, acrescentando que a conversa foi boa, “se vai surtir efeitos não me interessa. A minha candidatura não tem dono”.
“O que eu quero é o meu partido para sair candidato. Disse a José Ronaldo que ele está à vontade para não estar comigo no primeiro turno. Então deixe o partido para não cometer infidelidade partidária. E aí pode apoiar quem quiser. E no segundo turno venha me apoiar”, sugeriu o deputado.
Comentando o desejo do prefeito de Salvador e presidente estadual do DEM de uma composição para um palanque forte, com Colbert, Targino e a deputada Dayane Pimentel, ele disse o seguinte: “Composição sempre é possível na política. Claro que pode existir, notadamente se for para apoiar Targino Machado. Quero deixar claro que o ex-prefeito José Ronaldo é a maior liderança viva da cidade. É o grande eleitor da cidade e, naturalmente, o apoio dele muda o cenário político. Natural. Mas não posso condicionar meu direito de sonhar a ele vir sonhar junto comigo. Meu nome foi colocado, agora, então, que ele venha”, diz.
“Não estou à altura dos gestos que Feira de Santana tem me feito. Não conheço bem a cidade. Não nasci aqui, não tive infância aqui. Meus amigos de calça curta moram em São Gonçalo. Fui surpreendido pela generosidade do povo dessa terra com votações crescentes”, salienta Targino.
Em sua última eleição para deputado estadual pelo DEM, Targino alcançou 42.300 em Feira de Santana, o que significou mais da metade dos 67.164 votos no geral que obteve.