Embora boa parte da cidade esteja parada devido ao coronavírus, o transporte público no município está mantido pelas empresas, com autorização da prefeitura.
Em nota, a prefeitura explica que “a operação continuará sendo realizada pelas concessionárias Rosa e São João com redução progressiva de frota mediante análise diária da demanda de usuários e, também, otimização de roteiros, priorizando o atendimento de itinerários nas áreas de hospitais e indústrias”.
A Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) ratifica “que o transporte público é um serviço essencial garantido à população pela Constituição Federal”. 
“Esclarecemos que municípios que optaram pela paralisação do transporte público tiveram que retornar imediatamente com o serviço por determinação judicial, por se tratar de serviço essencial, portanto, não pode ser interrompido”.