“Por enquanto vamos continuar seguindo a orientação inicial de evitar cumprimentos com aperto de mão e abraços, por exemplo, e seguir com a missas normalmente. Porém, estamos atentos, em contato constante com a Prefeitura e as autoridades de saúde”. A declaração é do arcebispo metropolitano de Feira de Santana, Dom Zanoni Demetino Castro, em relação ao risco de disseminação do coronavírus nas igrejas.
O arcebispo, procurado pelo Protagonista, informou que caso haja uma determinação oficial das autoridades para evitar aglomerações, “sobre cinema, jogos de futebol, etc, vamos também seguir a decisão coletiva”.