Essa terça-feira (24) foi de informações desencontradas na Secretaria Estadual de Saúde da Bahia (Sesab). Um erro confirmado e um outro sob suspeita serviram para aumentar ainda mais o medo em Alagoinhas e Feira de Santana.
Primeiro a Sesab divulgou insistentemente que Alagoinhas tinha um caso positivo do coronavírus. Após praticamente o dia inteiro sustentando a notícia, a Sesab desfez a confusão, explicando que se tratava de uma pessoa residente em Salvador e não em Alagoinhas. Mas o pânico na cidade já estava instalado.
E no final do dia outra confusão. Dessa vez sobre Feira de Santana. A Sesab, através de boletim, divulgou mais dois casos positivos da doença no município. Seria duas pessoas que estiveram em São Paulo, epicentro da doença no Brasil.
Informação amplamente divulgada em veículos de comunicação do estado. Até mesmo a Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana divulgou, inicialmente, um boletim confirmando os dois casos. Mas logo divulgou nova nota, informando que o suposto oitavo, caso de uma mulher, não é de origem em Feira. Caso em investigação. “Todos os dados dela se referem a Salvador e por isso não a relacionamos aos números do coronavirus nesta cidade”, diz a nota.