Na ânsia de reabrir as lojas e expor os funcionários, parentes e a comunidade em geral ao risco da contaminação por coronavírus, os tubarões esqueceram até mesmo da própria segurança. Durante a reunião para pressionar o prefeito Colbert Filho, no Paço Municipal, para reabrir o comércio, deixaram de lado a precaução e promoveram uma perigosa aglomeração na sala de reuniões do Paço Municipal, conforme bem mostram as fotos do evento.
Da chamada classe produtiva, participaram as seguintes figuras, segundo informações da Secretaria de Comunicação: Luiz Mercês, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e o diretor conselheiro Lício Oliveira; o presidente do Sindicato de Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares, Getúlio Andrade; o representante do Sindicato dos Contabilistas, Franklin Freitas Franco; o representante do Sindicato dos Comerciários, Antônio Cedraz;  o representante do Sindicato do Comércio, Marcos Silva; do Sindicato dos Vestuários de Feira de Santana, Edson Virgínio; o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Feira de Santana, Marcelo Alexandrino; Edson Piaggio, da Associação dos Shoppings; da Associação dos Distribuidores de Alimentos, Roque Santos; João Baptista Ferreira, vice-presidente da Fieb e Leonardo Miranda, presidente da CLD Jovem.
Guardem bem esses nomes. A maioria absoluta pressiona o governo para reabrir as lojas e expor os trabalhadores, seus familiares e a comunidade à infecção.