A sessão dessa segunda-feira (27) na Câmara Municipal de Feira de Santana registrou um "quase milagre". Antes tão improvável quanto cair neve no Nordeste. O vereador oposicionista Roberto Tourinho (PSB) conseguiu emplacar dois Requerimentos.
Roberto Tourinho, várias vezes, já reclamou que seus Requerimentos eram barrados na Casa. Dessa vez aprovou dois, e por unanimidade dos vereadores presentes à sessão.
Os Requerimentos aprovados solicitam informações ao Governo do Município sobre assuntos relacionados à saúde.
Na proposição de nº 042/2020, Roberto Tourinho solicita ao prefeito Colbert que informe: “Quem efetuou o contrato de aluguel das instalações do Hospital Mater Dei? Qual o valor da locação e o período? O hospital, fechado há aproximadamente seis meses, possui débitos com o Município de taxas e impostos? Em caso afirmativo, qual o valor? Haverá algum tipo de encontro de contas envolvendo o Poder Executivo e o Hospital Mater Dei?”, questiona.
Já no Requerimento de nº 043/2020, Tourinho pede ao gestor do Município que sejam prestadas as seguintes informações: “O Município já efetuou pagamento a empresa Gpragas Controle de Pragas, pela realização de sanitização e desinfecção neste período emergencial pela infecção da Covid-19? Como se deu a forma de doação da empresa Gpragas Controle de Pragas ao município de Feira de Santana da sanitização e desinfecção? Qual a quantidade? A empresa supracitada presta ou já prestou algum serviço ao Município de Feira de Santana?”, indaga.
Ou a base governista acordou com sono e cochilou na sessão, ou as vistas grossas foram propositais. Aguardemos os próximos capítulos.