Colbert anunciou que vai reduzir o próprio salário em 20%, pelos próximos dois meses. No bolso dos secretários o corte será de 15%.
Também ficam reduzidos em 13% (treze por cento) os vencimentos dos servidores ocupantes dos cargos em comissão de Diretores-Presidentes e Superintendentes das Autarquias e Fundações do Município de Feira de Santana.
Da gratificação paga a servidores em geral (a exceção do pessoal da área de saúde e vinculados a outros serviços considerados essenciais) a redução será de 10%.
O desconto já será aplicado na folha deste mês de abril. O valor arrecadado, conforme o prefeito, ainda a ser estimado, vai ser utilizado em ações junto as pessoas de maior vulnerabilidade social no município.
"Sabemos que o valor não é expressivo, mas se trata de uma demonstração de solidariedade. Um pequeno sacrifício, em momento extremamente delicado para os mais pobres da nossa população", salienta Colbert.
O Diário Oficial Eletrônico do Município já tem edição extra, nessa quarta-feira (15). Veja íntegra da publicação:
"Fica reduzido em 20% (vinte por cento) o subsídio do Prefeito do Município de Feira de Santana. Art. 2º - Ficam reduzidos em 15% (quinze por cento) os vencimentos dos servidores ocupantes dos cargos em comissão de Secretário Municipal e Procurador Geral do Município de Feira de Santana. Art. 3º - Ficam reduzidos em 13% (treze por cento) os vencimentos dos servidores ocupantes dos cargos em comissão de Diretores-Presidentes e Superintendentes das Autarquias e Fundações do Município de Feira de Santana. Parágrafo único - Ficam excluídos deste Decreto os servidores da área de saúde e segurança pública. Art. 4º - A redução a que se referem os arts. 1º, 2º e 3º deste Decreto se darão pelo período de 60 (sessenta dias). Parágrafo único - O valor glosado dos subsídios deverá ser utilizado nas ações de enfrentamento ao COVID-19, com especialidade na aquisição de cestas básicas para o atendimento das camadas populares mais carentes."