Procurador geral do município e secretário interino de Desenvolvimento Social, o jovem advogado Ícaro Ivvin é acusado de assédio sexual na Sedeso.
Uma jovem funcionária casada prestou queixa contra ele (leia mais) na Delegacia da Mulher (DEAM), na noite dessa quarta-feira (15).
O Protagonista conversou com Ícaro. Surpreso com a notícia, ele acredita que tudo não passa de uma “manobra política”.
“Desde que fui nomeado secretário interino na Sedeso alguns vereadores mostraram certa insatisfação devido a algumas demissões na pasta de pessoas ligadas a eles. Mas não foram determinadas por mim. Eram parte de um processo normal para integrar as pessoas aprovadas no REDA da Sedeso” explica.
Ícaro também achou estranho que vereadores estivessem presentes da Delegacia no momento em que a queixa foi registrada.
Ele diz que nesta quinta-feira (16) vai buscar informações sobre o conteúdo da queixa prestada para adotar as medidas que acha necessárias.