A partir da próxima terça-feira (7), idosos que possuem gratuidade e pessoas com deficiência ou enfermidade só poderão usar o transporte público urbano entre 8h e 17h e de 19h às 00h. A medida restritiva da Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria de Transportes e Trânsito (SMTT), visa diminuir o fluxo de pessoas que fazem parte do grupo de risco para o coronavírus durante os horários de pico no Sistema Integrado de Transporte (SIT).
Segundo o secretário da pasta, Saulo Figueiredo, houve um aumento significativo de até 30% do número de usuários com gratuidade tarifária e beneficiários de Passe Livre verificado na última na semana, de 30 /março a 3/abri.
“Comparamos os dados da bilhetagem eletrônica a partir da primeira semana [23 a 27/março] logo após o decreto municipal 11.498 de 20/03/20 (com as medidas para o enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do coronavírus) e, mesmo recomendando aos usuários optarem por horários alternativos, a quantidade de pessoas vulneráveis à pandemia que usam ônibus já representava cerca de 15% do total da demanda do sistema municipal de transporte”, explica o secretário.
Segundo o gestor da pasta, o critério estabelecido pela equipe técnica da SMTT, diante da curva crescente, foi redistribuir esse percentual de passageiros especiais no entrepico da oferta de transporte coletivo.
“A medida vem sendo adotada por inúmeros municípios brasileiros e em alguns casos com restrição total, não sendo a nossa opção”, salienta.
A Prefeitura e a SMTT manterão a frota de ônibus das empresas Rosa e São João atendendo a comunidade, prioritariamente, em áreas de setores essenciais e produtivos, como hospitais, farmácias, supermercados, hipermercados, do Centro de Abastecimento, padarias, feiras livres de produtos alimentícios, correspondentes e instituições bancárias, casas lotéricas, postos de combustíveis e clínicas veterinárias.