Devido à antecipação de feriados na Bahia – fruto de acordo entre o governo do estado e algumas prefeituras, a exemplo de Feira de Santana -, não haverá mais na segunda (25) o depoimento da servidora municipal que acusa o procurador do Município, Ícaro Ivvin, de assédio sexual dentro da Secretaria de Desenvolvimento Social.
O prazo para a Comissão de Sindicância entregar relatório conclusivo sobre o suposto assédio sexual contra a servidora termina neste domingo (24).  
Até o momento a comissão, através da presidente, advogada Dayse Brandão, não se manifestou. Durante dois dias o Protagonista tentou contato com a advogada, mas não conseguiu retorno. Uma fonte da Prefeitura revelou que a Sindicância será prorrogada.
A oitiva da suposta vítima estava marcada para segunda (25) às 14h30, na Secretaria Municipal de Administração (leia mais).
A Comissão de Sindicância é composta pelos seguintes membros: Dayse Cristiane Seabra Brandão, Ivan Amando Dorea da Silva e José Marcondes de Carvalho. A Presidência da Comissão é de Dayse Cristiane Seabra Brandão, primeira integrante da Comissão.
Existe, também, uma investigação na Polícia Civil sobre a denúncia de assédio sexual na Sedeso.