Não foi coronavírus que causou a morte do comandante da Guarda Municipal de Feira de Santana, Antônio Élio dos Santos, de 44 anos, que morreu na quarta-feira da semana passada (13/5), no Hospital Geral Clériston Andrade. O primeiro exame, com amostras colhidas pela Secretaria Municipal de Saúde, já havia dado negativo o resultado (leiamais).
O que poucos sabiam é que um segundo exame foi feito após a morte do comandante Antônio Élio na quarta (13/5), pelo Hospital Geral Clériston Andrade.
O resultado do segundo exame saiu nessa terça-feira (19), no final da tarde. Segundo o coordenador regional de Saúde de Feira de Santana, antiga Dires, Edy Gomes, o resultado é 100% confiável. “A causa da morte não foi coronavírus, com certeza”, destaca Edy Gomes.
A suspeita sobre a causa da morte de Antônio Élio ter sido coronavírus surgiu devido aos sintomas que sentia serem semelhantes à covid-19: tosse, febre, dificuldade respiratória e pneumonia.
Assim como no primeiro, o Protagonista teve acesso com exclusividade ao resultado do segundo exame.