Cinco feirenses ocupam metade das dez vagas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinadas ao tratamento de coronavírus no Hospital Geral Clériston Andrade.
Dos cinco feirenses internados, quatro têm suspeita de contágio, enquanto um caso é positivo.
Nove das dez vagas na UTI para coronavírus do HGCA estão ocupadas – cinco feirenses e quatro pacientes de outros municípios.
Os dez leitos foram criados recentemente no HGCA exclusivamente para tratar de covid-19. Todos com ventilação mecânica, monitores e equipamentos tecnológicos. 
“Se necessário for, caso sejam necessários mais leitos de UTI por conta da pandemia, os 40 leitos de terapia intensiva do HGCA 2 serão também destinados para esta finalidade”, destaca José Carlos Pitangueira, diretor-geral do HGCA.