O vereador oposicionista Roberto Tourinho sempre levantou temas polêmicos na Câmara Municipal. Alguns deles foram denúncias de grande importância para o Município. Porém, na semana passada, ele extrapolou ao criticar colegas governistas.
Tourinho, que está se despedindo da Câmara Municipal - anunciou que não disputa a reeleição -, comparou os colegas a cachorros. As reações dos colegas foram imediatas ainda durante a sessão (leia mais).
Mas, alguns dias depois, o assunto ainda deu panos para manga. E partiu do vereador João Bililiu a reação mais dura. Em entrevista, o vereador lembrou que entre os 21 vereadores existem três mulheres, esposas e mães. “O que me deixou mais abismado foi ele chamar essas três senhoras, casadas, são cadelas. Um absurdo. Faltou com respeito”, afirmou Bililiu.
“O vereador Roberto Tourinho mesmo sendo um homem formado, não sei como, que tem diploma, disse esse absurdo. Ele quer se aparecer. E antigamente quando um colega nosso queria se aparecer, a gente mandava pintar as costas de vermelho e ir para o Legotê – um antigo bar”, disparou Bililiu.
Para quem tem até uma história de serviços prestados ao Município, Tourinho cuspiu para cima nesse fim de trajetória legislativa ao comparar os colegas – incluindo as três vereadoras Eremita, Neinha e Gerusa – a cachorros.