Mais da metade dos pacientes diagnosticados com coronavírus em Feira de Santana recuperou a saúde. A quantidade de pessoas infectadas no município, até esta quarta-feira (12), segundo a Secretaria de Saúde, chegou a 156, com 80 pessoas recuperadas.
Os números locais são quase 80% maiores do que, por exemplo, os registrados em Salvador, onde o índice de cura dos pacientes chega a 30%. Em termos de Brasil, este índice, que leva em conta o total de casos que tivera desfecho, varia na faixa de 40%. Na Bahia, fica em torno de 28%.
A eficiência das equipes de saúde, principalmente no tratamento e acompanhamento dos pacientes, está diretamente relacionada ao significativo número de pessoas curadas, e considerado muito positivo pelas autoridades sanitárias.
O trabalho reflete na baixa quantidade de óbito. Até esta quarta-feira, Feira de Santana registrou um caso de morte pela Covid-19, um dos mais baixos índices do país entre os municípios com mais de 500 mil habitantes.
Os números da doença em Feira de Santana são divulgados no boletim epidemiológico, onde os cidadãos podem acompanhar, com transparência, as informações das autoridades, como a quantidade de pessoas contaminadas, curadas e em tratamento – se em isolamento na residência ou hospitalizada.
Na quarta-feira, foram 75 os casos ativos da doença. Destes, 72 estão isolados nas suas casas – onde são acompanhados pelos profissionais da saúde, e três estão internados.
Os dados trazem esperanças, mas, diz o prefeito Colbert, as medidas de prevenção individuais e coletivas não devem ser deixadas de lado – como o uso full time de máscara em todos os ambientes, higienização das mãos com frequência – com álcool gel ou água e sabão, e que aglomerações sejam evitadas.